Você já precisou de algum farmacêutico?

Saiba mais sobre esse profissional e a sua importância.

O que faz uma pessoa formada em Farmácia?

O profissional que se forma na área de farmácia é capacitado para atuar elaborando e manipulando formas químicas, tanto para a fabricação de produtos, quanto para a sua análise. A área de farmácia é a ciência que estuda a composição dos medicamentos, cosméticos e também de alimentos. 

O que o farmacêutico estuda?

A graduação em Farmácia tem possibilitado que o futuro profissional compreenda como o organismo humano interage com agentes químicos e patológicos. Para isso, inclui disciplinas que envolvem o conhecimento das propriedades de diferentes medicamentos e seus efeitos no organismo.

Além disso, o curso de Farmácia torna possível que o aluno desenvolva a habilidade para analisar composições químicas para ser capaz de trabalhar com produção e também a realização de procedimentos de controle de qualidade. 

Dia do Farmacêutico 

O “Dia do Farmacêutico” foi sugerido pelo profissional da área chamado Oto Serpa Granado, em 7 de janeiro de 1941, quando o mesmo participava de uma reunião na Associação Brasileira de Farmacêuticos (ABF). Durante a reunião, Oto levantou o seguinte questionamento: Por que não temos o “Dia do Farmacêutico?” 

A partir de então, a data escolhida para comemorar o Dia do Farmacêutico, foi escolhida em função da fundação da Associação Brasileira de Farmacêuticos (ABF), ou seja, 20 de Janeiro. 

Lembrando que a Associação foi fundada no ano de 1916 e naquela época era a maior instituição representativa da categoria no Brasil. 

Com o objetivo de dar mais visibilidade e reconhecimento para a categoria, o Conselho Federal de Farmácia, através da Resolução nº 460, de 23 de Março de 2007, reconheceu o dia 20 de Janeiro como o Dia do Farmacêutico. 

Qual a importância do farmacêutico hospitalar? 

O profissional da área de farmácia tem grande importância dentro do ambiente hospitalar. Ele é responsável pelo tratamento e recuperação dos pacientes, e também na redução de custos com medicamentos e produtos hospitalares da área de saúde.  

Sua atuação garante a qualidade de atendimento ao paciente em consulta ambulatorial ou internado. Entre as atribuições do farmacêutico hospitalar estão aquisição, armazenamento e distribuição dos medicamentos e dos produtos de saúde. Garantir a qualidade destes produtos e seu descarte também são parte da sua atividade.

Em uma unidade hospitalar, o farmacêutico pode atuar em diversos processos como na logística do medicamento, homologar fornecedores, além de receber, validar e checar o controle da temperatura e conservação dos medicamentos. 

No ambiente hospitalar, o farmacêutico fica responsável por fazer a análise técnica da prescrição médica. Se porventura, esse profissional detectar algum problema como interações medicamentosas ou dosagens incorretas, seu papel é alertar o médico ou enfermeiro para corrigir o erro.  Por esse motivo, o seu papel é assegurar os pacientes, verificando os medicamentos certos e as doses corretas. Caso haja alguma eventualidade com erro de medicamento, por exemplo, o farmacêutico hospitalar deve relatar o problema, realizando uma análise e notificação junto ao órgão de fiscalização, a ANVISA. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *