Colesterol: Por que é importante ficar de olho?

Saiba como combater e evitar o mau colesterol  

No nosso corpo possuímos certos tipos de gorduras, que são necessárias para exercer algumas funções importantes para o bom desempenho do nosso organismo. O colesterol é um tipo de gordura responsável pela produção de determinados hormônios. Por esse motivo, ele se torna essencial para a nossa vida, porém, é preciso ter cuidado para não extrapolar e manter as taxas em níveis regulares. 

A seguir, vamos entender melhor por que devemos estar atentos a regularidade dessas taxas: 

Existem dois tipos de colesterol, que são o HDL, mais conhecido como o bom colesterol e o LDL, conhecido como o ruim. Cada qual pode contribuir para a redução ou aumento dos índices no corpo. Quando há um desequilíbrio, o colesterol se torna uma ameaça, tornando-se um risco para a saúde vascular, aumentando a incidência de AVC e doenças cardiovasculares. 

LDL colesterol: Lipoproteínas de Baixa Densidade (LDL-c) – responsáveis pelo transporte de colesterol, produzido pelo fígado, para as células, onde serão utilizadas.

Caso haja excesso de LDL-c na circulação, sem aproveitamento pelas células, aumenta-se o risco de aterosclerose (entupimento das artérias pela gordura). Por isso o LDL-c é chamado de “mau” colesterol.

HDL colesterol: Lipoproteínas de Alta Densidade (HDL-c) – responsáveis por retirar o excesso de colesterol da circulação, levando de volta para o fígado. Por tal eficiência ele é considerado como “bom” colesterol. O fígado, então, vai remover essa gordura do organismo e pode excretar ou reutilizar estas HDL-c.

Sintomas do colesterol alto 

O colesterol alto não apresenta sintomas, porém alguns sinais como dor de cabeça, falta de ar, dor no peito, palpitações podem indicar a presença de doenças cardiovasculares e essas sim, têm grande relação com o colesterol alto. 

As doenças cardiovasculares são as principais responsáveis pela maioria dos óbitos contabilizados nos últimos anos, no Brasil. Essas doenças geralmente estão associadas a diversos fatores de risco como: obesidade, pressão alta, diabetes, tabagismo, entre outros.

Todos esses fatores que oferecem risco à saúde podem e devem ser evitados com hábitos simples e saudáveis ao longo da vida.  

Geralmente sempre que vamos nos consultar com algum médico, principalmente cardiologistas, eles nos orientam a manter ou adotar um estilo de vida mais saudável, com o intuito de preservar a integridade da nossa saúde, evitando doenças, sobretudo as do coração. 

Fator genético 

Não é segredo para ninguém que para se ter uma vida mais saudável é necessário praticar com regularidade exercícios físicos, ter uma alimentação mais regrada, ter boas noites de sono, se hidratar bastante, consultar o médico, fazer exames de rotinas, entre outros. 

Em alguns casos, pessoas que mantém esse estilo de vida mais saudável, ainda assim, possuem altas taxas de colesterol. Isso se deve ao fator genético, ou seja, ela herdou essa característica genética de seus familiares. Essa é outra maneira de se adquirir o alto colesterol. 

Covid -19 

Durante a pandemia as pessoas tiveram que diminuir as suas atividades de rotina como por exemplo, os exercícios físicos. Essa diminuição ocasionada pela quarentena fez com que muitas pessoas permanecessem mais tempo dentro de casa, o que contribuiu para uma vida mais sedentária. A falta da atividade física pode ser um fator contribuinte para o aumento do colesterol, então é preciso estar atento e ingerir comidas mais saudáveis como frutas, legumes e verduras. E sempre que possível, dentro de casa mesmo fazer algum exercício físico. 

Como vimos anteriormente, as doenças do coração são responsáveis por inúmeros óbitos no país, para tentar frear esse número e também para conscientizar a população sobre o assunto foi criado o Dia Nacional de Combate ao Colesterol, comemorado no dia 08 de Agosto. 

Na tentativa de combater doenças cardiovasculares e outras mazelas, recomenda-se a realização de exames periódicos do coração como Raio X do tórax, Eletrocardiograma, Ecocardiograma, entre outros. Caso você ainda não tenha realizado o seu check up anual, procure o seu médico e solicite os exames de rotina. 

Para agendar o seus exames cardiológicos de imagem aqui, no Boris Berestein, CLIQUE AQUI!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *